Brincadeiras para fazer em casa com bebês

Essas imagens foram tiradas do site Fun at Home With Kids

Você sabia que brincar é essencial para o desenvolvimento do seu bebê? É através da brincadeira que as crianças começam a se envolver e interagir com o mundo ao seu redor desde a mais tenra idade. Brincar é fundamental para o desenvolvimento social, emocional, físico e cognitivo do bebê. É a forma dele de aprender sobre seu corpo e sobre o seu ambiente, e para isso ele utiliza os cinco sentidos, especialmente no primeiro ano. Por isso, a brincadeira nesta fase deve se referir, principalmente, à exploração sensorial, permitindo também que a criança use a criatividade enquanto desenvolve sua imaginação, destreza e forças física, cognitiva e emocional.

Lembro bem de como fiquei perdida quando minha filha começou a passar mais tempo acordada e eu não sabia o que fazer para entretê-la. Comecei a pesquisar brincadeiras para bebês e encontrei várias ideias legais e bem simples de fazer! (Obrigada, Pinterest!)

Apesar de reconhecer seu valor em determinadas circunstâncias, não sou muito a favor do uso desses brinquedos cheios de luzes, sons e botões, que quase “brincam sozinhos”. E, por todos os motivos já descritos, entendo que, neste primeiro momento, a brincadeira deva girar em torno do bebê e de seu corpo, não necessariamente de brinquedos. Dentro desta ideia, seguem dez ótimas sugestões..

Num mundo perfeito, não precisaríamos nunca lançar mão desse recurso pra conseguir lavar uma louça, fazer um telefonema, preparar o jantar, etc. Mas, infelizmente, a realidade da maioria de nós nos “obriga” a colocar os babies pra assistir alguma coisa vez ou outra. Sendo assim, o ideal é tentarmos adiar o máximo possível essa exposição e, quando ela ocorrer, evitarmos que seja por mais do que 20/30 minutos por dia. Equilíbrio é a palavra-chave aqui.

1 – Molduras “Toque e Sinta”

Essa pode dar um pouco mais de trabalho para montar mas vale a pena o investimento, pois proporciona uma experiência sensorial bem interessante. Você vai precisar de:

  • Molduras de plástico para fotos sem o vidro (qualquer tamanho serve – pode ser dessas bem baratinhas mesmo). * Em vez de molduras, você pode utilizar bastidores de madeira que são utilizados para bordados.
  • Materiais de diferentes texturas e cores; plástico-bolha, cortiça, tecidos com lantejoulas, felpudos, aveludados, etc.
  • Cola: pode ser cola quente ou branca, tipo Cascorez.

Recorte e cole os materiais escolhidos nos fundos das molduras ou encaixe-os nos bastidores. Disponha-os no chão ou parede e deixe que o bebê se divirta explorando as diferentes cores e texturas!

Essas imagens foram tiradas do site Adore Cherish Love

Essas imagens foram tiradas do site Adore Cherish Love

 

2 – Escavação na Gelatina

Você vai precisar de:

  • Gelatina em pó incolor sem sabor (porque é importante evitar o consumo de açúcar até pelo menos os dois anos)

  • Corante alimentar líquido de qualquer cor

  • Água

  • Brinquedinhos de plástico que você possa “enterrar” na gelatina

Prepare a gelatina seguindo as instruções da embalagem, adicione o corante e derrame sobre os brinquedos num recipiente adequado. Espere a gelatina endurecer e pronto, mãos gorduchas à obra!

 

3 – Pintura sem Zona

A última brincadeira fazia bastante bagunça, já essa não faz nada e o babies se divertem muito!

  • Tinta atóxica colorida (tipo guache)

  • Tela branca

  • Filme plástico

Coloque algumas gotas de tinta espalhadas sobre a tela e depois cubra com o filme plástico. Tente não apertar muito o filme, mas envolva bem a tela. Agora é só deixar o pequeno artista demonstrar todo o seu talento espalhando a tinta com as mãos – sem ter que se sujar! *Uma alternativa é usar esses saquinhos tipo Zip lock e colocar uma folha de papel com a tinta dentro. Funciona da mesma forma.

Essas imagens foram tiradas do site Adore Cherish Love

Essas imagens foram tiradas do site Adore Cherish Love

 

Dicas para aproveitar ao máximo o tempo de brincadeira com o seu filho:

  • Lembre-se de que brincar com um bebê é muito mais do que apenas lhe deerecer brinquedos. É uma atividade prazerosa que deve envolver pessoas, objetos e movimento.

  • Dê importância a atividades simples, como soprar bolinhas de sabão, cantar, fazer bagunça na banheira, ou brincar de pique-pega na sala, pois são muito significativas. Se você já viu uma criança de um ano entretida com uma caixa de papelão comum, entende o que eu quero dizer.

  • Envolva-se ativamente na brincadeira com o seu bebê. Qualquer atividade parecerá mais interessante se ele puder compartilhá-la com você. Aproveite para conversar com ele enquanto brincam; isto o ajudará a desenvolver suas habilidades lingüísticas.

  • Sempre introduza as atividades e brincadeiras quando o bebê estiver feliz e descansado. Quando ele começar a dar sinais de que está ficando entediado, irritado ou cansado está na hora de parar.

  • Dê ao seu bebê a oportunidade de brincar sozinho e com outras crianças. Ambas as formas serão benéficas ao seu desenvolvimento.

  • Deixe que seu filho escolha as atividades e controle o rumo da brincadeira. Você pode sugerir novas opções, mas ele deve ter “a palavra final”. Afinal de contas, se tem algo que eles sabem fazer, é se divertir; e esse é objetivo da brincadeira!

E aí gostaram? Conte um pouquinho para a gente como foi a sua experiência com essas brincadeiras!

Compartilhar essa postagem

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *